Iêmen/Terrorismo

Segurança máxima nos aeroportos do Iêmen

As autoridades do Iêmen anunciaram hoje medidas excepcionais de segurança após a descoberta, na sexta-feira passada, de dois pacotes suspeitos, em aviões de carga diferentes, contendo explosivos destinados aos Estados Unidos.  

Publicidade

Depois de uma reunião de emergência na noite de domingo, a Comissão Nacional de Segurança Civil do Iêmem decidiu vasculhar e inspecionar todos os aviões de cargas que deixarem o país. As autoridades também anunciaram a criação de uma unidade especial para a segurança dos aeroportos.

Na última sexta-feira, o governo dos Estados Unidos anunciou ter interceptado dois pacotes suspeitos que viajavam em aviões de carga e que eram destinados a sinagogas de Chicago. Os pacotes, provenientes do Iêmem, foram interceptados nos aeroportos de East Midlands, no centro da Inglaterra, e de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

A polícia do Iêmem chegou a prender uma estudante de 22 anos, suspeita de ter enviado um dos pacotes, mas a jovem foi libertada neste domingo; o seu número de telefone aparecia nos documentos de envio da encomenda, mas a polícia averiguou que sua identidade foi usada por outra pessoa.

Nesta segunda-feira, as autoridades do Iêmem prenderam novos suspeitos, segundo as agências de noticias. Os Estados Unidos acusam a rede terrorista Al Qaeda no Iêmem de ser responsável pelo envio dos pacotes com explosivos.

O jovem saudita Ibrahim Hassan Al Asiri, que teria fabricado a bomba utilizada na tentativa fracassada de atentado em um voo entre Amsterdam e Detroit, em dezembro de 2009, é considerado o suspeito número 1.

A descoberta dos explosivos alertou novamente os americanos para a ameaça representada pelo imã Anouar al-Aoulaki, nascido nos Estados Unidos em 1971 e ligado a uma série de atentados ou projetos de atentados contra o país nesses últimos anos. Ele está foragido e é procurado pelas autoridades americanas.

Depois desse fato, diversos países europeus decidiram reforçar a segurança de fretes aéreos, entre eles, Grã-Bretanha e França. A Alemanha decidiu proibir todos os voos de passageiros provenientes do Iêmen.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.