Resíduo nuclear

Após protestos, comboio radioativo chega à Alemanha

Caminhões escoltados pela polícia transportam resíduos nucleares para a central de Gorleben, na Alemanha.
Caminhões escoltados pela polícia transportam resíduos nucleares para a central de Gorleben, na Alemanha. Reuters

Após uma viagem marcada por protestos, o comboio de 11 caminhões contendo resíduos radioativos procedentes da França chegou nesta terça-feira ao centro de armazenamento de Gorleben, na Alemanha.

Publicidade

O último caminhão transportando o lixo nuclear entrou na central às 9h50, horário local, após a polícia dispersar milhares de militantes ambientalistas que protestavam, no caminho, contra o transporte e armazenamento do material. Militantes da ONG Greenpeace chegaram a tentar impedir a passagem do comboio, bloqueando a estrada com um caminhão que transportava bebidas.

Ao todo, os caminhões levavam 123 toneladas de resíduos altamente radioativos. O périplo do material teve início na sexta-feira passada, quando partiu de trem da cidade francesa de Valognes.

Ontem, o lixo radiativo chegou à estação ferroviária de Danemberg-Leste onde foi colocado nos caminhões para ser levado à central de armazenamento. Devido aos protestos, o material chegou ao destino final com mais de 15 horas de atraso.

No sábado, os vagões radioativos permaneceram bloqueados por mais de 12 horas na fronteira franco-alemã, depois que três ecologistas alemães prenderam os braços aos trilhos da ferrovia.

O movimento antinuclear na Alemanha ganhou mais força depois que o governo da chanceler Angela Merkel decidiu prolongar o tempo de vida de 17 centrais nucleares do país, contrariando a decisão do governo anterior, de Gerhard Schröder, que havia optado pelo fechamento das centrais.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.