Acessar o conteúdo principal
Natal/Belém

Milhares de fiéis chegam a Belém para celebrar nascimento de Cristo

Faxina na igreja da Natividade, suposto local de nascimento de Jesus Cristo.
Faxina na igreja da Natividade, suposto local de nascimento de Jesus Cristo. Reuters
Texto por: Daniela Leiras
2 min

Os fiéis se aglomeram nas ruas de Belém para celebrar o Natal no local onde Jesus Cristo teria nascido. Israel permitiu a participação de cristãos vindos de países árabes com os quais as relações diplomáticas são tensas, além de cristãos dos territórios ocupados e de Gaza.

Publicidade

A cidade de Belém amanheceu nesta sexta-feira em um ambiente festivo e com a expectativa de ver suas ruas repletas de milhares de peregrinos vindos de várias partes do mundo para o Natal. O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, vai participar da Missa do Galo na igreja de Santa Catarina, proferida à meia-noite pela autoridade eclesiástica católica na Terra Santa, Fouad Twal. Segundo o patriarca de Jerusalém, Belém terá acolhido até o fim do ano cerca de 1,5 milhão de visitantes e a Terra Santa, 3 milhões, um número recorde.

Pela primeira vez, Israel permitiu a entrada em seu território, pela fronteira jordaniana, de 200 cristãos provenientes de países árabes com os quais as relações diplomáticas são tensas. Também autorizou a ida a Belém de milhares de cristãos palestinos dos territórios ocupados e de Gaza, que vão visitar seus familiares.

Apesar da exceção concedida para o Natal, as negociações para um acordo de paz entre israelenses e palestinos continuam sem avanços, depois do fracasso dos Estados Unidos na tentativa de obter um novo congelamento dos assentamentos judaicos.

Outro tema de preocupação é a fuga de milhares de cristãos iraquianos, que continuam deixando o país depois do massacre de Bagdá. No dia 31 de outubro, um ataque reivindicado pela rede Al Qaida contra uma igreja católica da capital iraquiana matou 44 fiéis e dois padres. Hoje, vivem no Iraque cerca de 500 mil cristãos, a metade da população existente em 2003.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.