Egito/Crise

Ator egípcio Omar Sharif pede renúncia de Mubarak

Ator egípcio Omar Sharif
Ator egípcio Omar Sharif nicolas genin

Em entrevista a rádio pública francesa, France Inter, o ator comentou a revolta popular sem precedentes que vive o Egito há uma semana. Omar Sharif, que ficou célebre por suas atuações em “Lawrence da Arábia” (1962) e “Doutor Jivago”(1965), está no Cairo. Ele disse que é solidário com o povo egípcio e que Mubarak deveria ter renunciado.

Publicidade

Omar Sharif começa a entrevista pelo telefone dizendo que está no 17° andar de um grande hotel no Cairo, de onde vê toda a cidade e todo movimento. “Eu sou solidário com o povo egípcio que agiu muito bem, muito melhor do que o governo”, declarou o ator.

Para ele, o presidente Mubarak já deveria ter renunciado por causa da pressão popular. “Faz 30 anos que ele é presidente, já basta!” completou. Omar Sharif considera a revolta surpreendente. Ele lembrou que o regime não melhorou as condições de vida da maioria da população que é muito pobre e batalha para conseguir comer.

Ao ser perguntado se tem medo do poder da Irmandade Muçulmana, o grupo islâmico de oposição ao presidente Mubarak, o ator egípcio afirmou que sim. “Não quero que eles tenham poder. Eles estavam silenciosos e agora começam a se mostrar. Eles representam 20% da população e para mim isso é preocupante”, concluiu Omar Sharif.

Ouça a entrevista da Rádio France-Inter, do ator egípcio Omar Sharif em francês:

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.