Acessar o conteúdo principal
Terremoto/ Nova Zelândia

Terremoto faz ao menos 65 vítimas na Nova Zelândia

Tremor provocou queda de imóveis e destruição na segunda maior cidade do país.
Tremor provocou queda de imóveis e destruição na segunda maior cidade do país. REUTERS/Christchurch Press/John Kirk-Anderson
Texto por: RFI
2 min

Pelo menos 65 pessoas morreram na Nova Zelândia após um terremoto na cidade de Christchurch, a segunda maior do país. Segundo as autoridades locais, cerca de 200 pessoas podem ainda estar presas entre os escombros.

Publicidade

O tremor de terra, de magnitude 6.3 na escala Richter, foi registrado terça-feira às 12h51, hora local, 21h51, horário de Brasília. Este foi o segundo terremoto em menos de cinco meses em Chirstchurch. Mas, ao contrário do anterior, ocorrido de manhã cedo ¬- quando a maioria das pessoas ainda dormia -, o tremor desta terça-feira pegou a população nas ruas e desprevenida, em pleno horário do almoço.

Equipes de resgate estão trabalhando no local, em busca de corpos e sobreviventes nos escombros. Até o momento, é difícil estimar o número exato de vítimas na cidade, que tem 400 mil habitantes. O terremoto também causou graves danos materiais. Imóveis desabaram, esmagando ônibus e outros veículos e causando vários incêndios. O prefeito de Christchurch, Bob Parker, descreveu cenas de caos e de guerra. “Vai haver muitos mortos, muitos feridos, muita dor nesta cidade”, lamentou o prefeito.

Um grupo de jovens japoneses que realizava uma viagem de estudos à cidade está desaparecido. Nove alunos e dois professores foram salvos, mas doze estudantes e um professor continuam perdidos. O grupo vinha da Universidade de Línguas Estrangeiras de Toyama para estudar inglês durante um mês na cidade. A tragédia climática é mais violenta desde 1931.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.