Revolução social

Agentes das forças de ordem na Síria disparam contra manifestantes

A cidade de Baniyas foi um dos principais focos de constestação nas últimas semanas.
A cidade de Baniyas foi um dos principais focos de constestação nas últimas semanas. REUTERS
Texto por: RFI
2 min

Quase 10 manifestantes que protestavam contra o governo sírio foram assassinados entre a última sexta-feira e este sábado, vítimas de tiros disparados por agentes das forças de ordem do país. A recomendação do governo é não disparar sobre os manifestantes, que protestam há dois meses, mais testemunhas relatam casos isolados de violência em todo o país.

Publicidade

Pelo menos 9 pessoas foram mortas nas últimas 24 horas na Síria pelas forças de ordem do país, apesar da recomendação oficial de não atirar sobre os manifestantes que, há dois meses,  protestam contra o governo.

Neste sábado, pelo menos 4 pessoas foram assassinadas e várias outras ficaram feridas em Tall Kalakh, perto de Homs, no centro do país. Segundo testemunhas, elas foram atingidas por tiros de armas automáticas de agentes das forças da ordem.

Milhares de pessoas voltaram, nesta sexta-feira, às ruas de Tall Kalakh para manifestar contra o regime sírio. Muitos cidadãos têm preferido fugir da região, com meda da repressão.

Em Deraa e na cidade costeira de Baniyas, no sul do país, a Síria afirmou neste sábado que iniciou a retirada de suas tropas e tanques enviados para restabelecer o controle do governo sobre a região.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.