Al Qaeda/Sucessão

Egípcio Ayman Al Zawahiri é o novo líder da Al Qaeda

O egípcio Ayman Al Zawahiri
O egípcio Ayman Al Zawahiri REUTERS

O egípcio Ayman Al Zawahiri foi indicado nesta quinta-feira o novo chefe da rede terrorista Al Qaeda, no lugar de Osama Bin Laden, morto no início de maio em uma operação especial americana, no Paquistão. O anúncio foi feito em comunicado assinado pela direção geral da Al Qaeda e divulgado em sites islâmicos extremistas

Publicidade

No comunicado, a Al Qaeda promete dar continuidade à guerra santa, combatendo todos os inimigos do Islã, a começar pelos Estados Unidos e Israel. O grupo terrorista expressou ainda seu apoio às revoltas de povos muçulmanos no Egito, na Tunísia, na Líbia, no Iêmen, na Síria e no Marrocos, incitando essas populações "a eliminar nos países árabes os grupos corruptos e impostos pelo Ocidente", diz o texto do comunicado.

O novo líder da Al Qaeda é médico de formação e fundou a rede terrorista internacional juntamente com Osama Bin Laden, no final dos anos 80. O egípcio de 59 anos era até então o número 2 e o principal porta-voz da Al Qaeda. Ele é apontado como o teórico da rede terrorista e é acusado de ter organizado, ao lado de Bin Laden, os atentados de 11 de setembro nos Estados Unidos. Desde então, ele está foragido.

Al Zawahiri é considerado mais radical do que o líder histórico da Al Qaeda. Ele conta com o apoio dos militantes árabes da rede terroristas e sua nomeação era esperada desde a morte de Bin Laden. O novo chefe da Al Qaeda é agora o homem mais procurado do mundo. Os Estados Unidos oferecem uma recompensa de 25 milhões de dólares para quem fornecer informações sobre seu paradeiro.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.