Afeganistão

Karzai confirma: EUA e talebãs começaram a dialogar

Hamid Karzai confirmou que as discussões entre Estados Unidos e talebãs começaram.
Hamid Karzai confirmou que as discussões entre Estados Unidos e talebãs começaram. Reuters

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, disse neste sábado que americanos e talebãs começaram a discutir. É a primeira vez que um alto dirigente confirma oficialmente um contato deste nível.

Publicidade

"As negociações com os talebãs começaram e se passam bem", afirmou Karzai, durante uma coletiva de imprensa em Cabul. Ele também disse que as forças estrangeiras, principalmente os Estados Unidos, dirigem as discussões.

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, sinalizou a vontade de uma aproximação ao aconselhar os talebãs a se afastarem da rede terrorista Al-Qaeda, renunciar à violência e reconhecer as autoridades afegãs presididas por Hamid Karzai.

No começo deste mês, o secretário da Defesa dos EUA, Robert Gates, também afirmou que a pressão militar sobre os talebãs poderia desencadear uma oportunidade concreta de negociação de paz. Ao mesmo tempo, Gates lembrou que se os talebãs esperam ter um papel político no país, devem aceitar o fato de serem menos potentes militarmente do que os americanos e seus aliados, cortar os laços com a Al-Qaeda e entregar suas armas ao governo.

Articulações

O presidente Karzai, em recente passagem pelo Paquistão ( mediador de peso na região), pediu para este governo facilitar o acesso aos insurgentes que quisessem negociar. O primeiro-ministro paquistanês,  Yousuf  Raza Gilani, acentuou a disposição do seu país a apoiar Karzai nesta cruzada.

Em paralelo, Cabul pediu ao Conselho de Segurança da ONU para suspender as sanções impostas a cerca de 50 dirigentes talebãs, demanda que foi recebida como um sinal do poder aos insurgentes.

Desde o começo do ano, diversas mídias estrangeiras vêm comentando que contatos diretos entre os Estados Unidos e alguns responsáveis talebãs poderiam estar ocorrendo. Mas, até hoje, não havia nenhuma confirmação oficial a respeito.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.