Acessar o conteúdo principal
Jerusalém/Manifestações

Rabinos ultra-ortodoxos no centro de polêmica em Israel

Em torno de 2.000 pessoas reuniram-se nesta segunda-feira (04), em Jerusalém.
Em torno de 2.000 pessoas reuniram-se nesta segunda-feira (04), em Jerusalém. Reuters
Texto por: RFI
2 min

Cerca de mil e quinhentas pessoas participaram nessa segunda-feira de uma manifestação diante da Suprema Corte em Jerusalém contra a detenção de rabinos suspeitos de apologia à violência e racismo.  

Publicidade

Nathalia Watikins, em colaboração para RFI.

Os rabinos Dov Lior, da colônia Kiryat Arba, e Yaakov Yossef, filho do líder espiritual do partido Shas, Ovadia Yosef, se negaram a responder a convocações policiais e foram presos para interrogatório. As detenções foram classificadas de humilhantes para os líderes religiosos e revoltaram a comunidade ortodoxa.

Os rabinos são suspeitos de apologia à violência e ao racismo, acusados de endossar um polêmico tratado de teologia, a "Tora do Rei", que justificaria matar não judeus, incluindo crianças, em caso de Guerra. Os manifestantes não necessariamente concordam com o conteúdo do livro, cuja distribuição foi suspensa no ano passado, mas mostraram apoio aos rabinos.

As prisões e a recente onda de protestos trouxeram à tona o debate sobre uma das mais contraditórias marcas de Israel, que se autodetermina Estado Judeu e democrático, assim como os limites da liberdade de expressão religiosa.

Os dois líderes se apresentam como vítimas das autoridades judiciais, as quais acusam de "querer asfixiar a voz da Tora" ao impedi-los de expressar opiniões baseadas na tradição dos rabinos.
A imprensa israelense tem divulgado diversos artigos de opinião que defendem a prisão dos rabinos e afirmam que nenhuma personalidade religiosa pode se colocar acima das leis do país.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.