Acessar o conteúdo principal
Afeganistão/Violência

Atentado contra centro cultural britânico em Cabul deixa 8 mortos

Fumaça no prédio do centro cultural British Council após atentado suicida nesta sexta-feira, 19 de agosto.
Fumaça no prédio do centro cultural British Council após atentado suicida nesta sexta-feira, 19 de agosto. REUTERS / Ahmad Masood
2 min

No Afeganistão, oito pessoas morreram e dezesseis ficaram feridas em um ataque, em Cabul, contra o British Council, a agência cultural britânica. A maioria dos mortos é policiais, mas "um ou dois estrangeiros" também estão entre as vítimas, de acordo com o Ministério do Interior do país.

Publicidade

O atentado foi cometido por dois homens-bombas. Em entrevista coletiva de imprensa, o embaixador do Reino Unido no país, William Patey, afirmou que o atentado tinha terminado com todos os autores mortos após 9 horas de confrontos. O ministério afegão do Interior confirmou o final do atentado, reivindicado pelos talibãs, mas ainda realizava buscas no local.

Em Londres, o ministério das Relações Exteriores garantiu que todos os empregados do centro cultura British Council estão “sãos e salvos”.  Segundo os extremistas, o ato ocorreu para marcar o aniversário de 92 anos do fim da invasão britânica e a independência do Afeganistão.

Três guardas afegãos, encarregados da segurança do complexo onde fica a embaixa britânica morreram e um soldade de origem estrangeira ficou ferido, indicou o embaixador.

Segundo o diplomata, dois britânicos e um sul-africano que estavam no local no momento do ataque saíram ilesos após terem se trancado em um refúgio secreto. “Foi um ataque brutal e covarde contra os interesses britânicos mas que terminou somente com a morte de vários afegãos”, lamentou Wiliam Patey.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.