Acessar o conteúdo principal
Líbia/Kadafi

Rebeldes acreditam ter encontrado Kadafi

Rebeldes líbios acreditam ter encontrado o esconderijo de Muammar Kadafi.
Rebeldes líbios acreditam ter encontrado o esconderijo de Muammar Kadafi. REUTERS/Zohra Bensemra
Texto por: Luiza Duarte
2 min

Rebeldes líbios acreditam ter encontrado, nesta quinta-feira, o esconderijo de Muammar Kadafi. Ele estaria com alguns de seus filhos em um bloco de imóveis próximo de seu antigo QG na capital líbia, Trípoli. As trocas de tiros continuam em torno do local. A cabeça do ditador foi posta a prêmio, o Conselho Nacional de Transição (CNT) líbio oferece 1,6 milhão de dólares por ele “vivo ou morto”.

Publicidade

Em declaração feita nesta quinta-feira ao canal de televisão Al Orouba, Kadafi convocou os líbios a "combaterem e destruírem" as forças rebeldes na capital.

Os combatentes ocupam atualmente a maior parte de Trípoli, mas os defensores de Kadafi ainda controlam dois bairros. Um grande setor ao sul da cidade resiste, situação que pode durar por tempo indeterminado. Outro objetivo estratégico para os rebeldes líbios é a conquista de Sirte, cidade natal de Kadafi e um dos bastiões de suas forças.

O ministro britânico das Relações Exteriores, William Hague, veio a público afirmar que o regime Kadafi chegou ao fim, mas que os combates não terminaram. Segundo ele, a OTAN vai continuar os bombardeios enquanto os civis estiverem ameaçados.

Desde o dia 19 de março, França, Estados Unidos e Grã-Bretanha coordenam ataques aéreos contra o país.
Posteriormente, a ofensiva passou a ser comandada pela OTAN. Esta semana o presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciou a realização de uma conferência internacional para decidir o futuro da Líbia, em Paris, no dia 1 de setembro, com a presença de grandes países emergentes, como a China. Mahmoud Jibril, número dois do Conselho Nacional de Transição foi recebido nesta quinta-feira pelo chefe do governo italiano, Sílvio Berlusconi, e um dia antes por Sarkozy. A Itália vai desbloquear 350 milhões de euros para o CNT.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.