Acessar o conteúdo principal
Paquistão/tragédia

Mau tempo foi causa do acidente aéreo no Paquistão que deixou 127 mortos

Os destroços do Boeing 737 da companhia Bhoja Air que caiu nos arredores da capital paquistanesa, em 21 de abril de 2012.
Os destroços do Boeing 737 da companhia Bhoja Air que caiu nos arredores da capital paquistanesa, em 21 de abril de 2012. Reuters
2 min

O acidente aéreo que deixou 127 mortos na sexta-feira ao cair nos arredores de Islamabad foi provocado pelo mau tempo, segundo a companhia Bhoja Air que descartou uma falha técnica no aparelho.

Publicidade

“Não houve problema técnico, foi devido ao mau tempo” afirmou o responsável pela companhia aérea, Masham Zafar, em entrevista à agência francesa AFP ao dizer que o acidente foi provocado por uma forte tempestade no final da tarde.

O avião decolou do aeroporto de Karachi após ter recebido autorização da Avião Civil paquistanesa e tinha o sinal verde para pousar no aeroporto da capital. O aparelho caiu em uma área agrícola a poucos quilômetros do aeroporto de Islamabad e explodiu no contato com o solo.

Na manhã deste sábado, foi confirmada a morte dos 121 passageiros e 6 membros da tripulação que estavam a bordo da aeronave. Segundo autoridades da aviação civil, não havia possibilidade de encontrar sobreviventes, como já havia informado a polícia após o acidente.

Os restos mortais das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal de Islamabad e 73 corpos já haviam sido identificados.

O Boeing 737-200 tinha 28 anos de uso e havia sido comprado pela Bhoja Air de uma companhia aérea sul-africana, de acordo com uma fonte que não quis se identificar. A companhia aérea já foi obrigada a cancelar seus voos no ano 2000 pela autoridade paquistanesa de aviação devido a dificuldades financeiras.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.