Síria/Crise

Exército sírio termina a semana com perdas importantes nas tropas

Grupo de soldados do regime sírio capturados pelos rebeldes durante a semana.
Grupo de soldados do regime sírio capturados pelos rebeldes durante a semana. REUTERS/Shaam News Network

Centenas de soldados do regime de Bashar al-Assad foram capturados durante essa semana em diferentes partes do país e cerca de 10 mil morreram desde o início dos conflitos. A violência continua forçando milhares de pessoas a deixarem o território. Segundo as Nações Unidas, mais de 340 mil refugiados escaparam da Síria para os países vizinhos desde março do ano passado.

Publicidade

Depois de ter perdido cerca de 100 soldados na quinta-feira, o exército sírio viu 41 de seus homens mortos durante os confrontos com rebeldes nessa sexta-feira e outros 400 capturados durante a semana, apenas na cidade de Jisr Al-Choughour. Com uma média de 20 mortos por dia em suas tropas, as forças do regime de Damasco já perderam cerca de 10 mil soldados desde o início da revolta popular, em março de 2011. Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, 27 rebeldes e 28 civis também morreram durante o dia.

Os confrontos entre os membros da oposição e as forças do regime do presidente sírio Bashar al-Assad continuam levando milhares de pessoas a deixar o país. De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, entre 2 e 3 mil pessoas cruzam as fronteiras da Síria diariamente. A agência da ONU afirma que mais de 340 mil pessoas já fugiram desde o início dos conflitos.

Durante uma reunião nessa sexta-feira com o rei Abdallah da Arábia Saudida, o emissário especial das Nações Unidas e da Liga Árabe para a Síria, Lakhdar Brahimi, ressaltou a importância em ajudar as populações que tiveram que deixar suas casas. “É preciso cessar o banho de sangue e enviar ajuda humanitária” aos refugiados, disse o porta-voz do mediador.

Tensões com a Turquia

Enquanto os confrontos continuam no território sírio, aumentam as tensões entre o país e a vizinha Turquia. Nessa sexta-feira um caça truco afastou um helicóptero do exército de Damasco que se aproximava da fronteira.

As relações entre os dois países se deterioraram desde a semana passada, quando cinco civis turcos foram mortos vítimas de foguetes lançados pela Síria. A situação se complicou na última quarta-feira após Ancara ter interceptado um avião que fazia a rota entre Moscou e Damasco e que estaria, segundo o governo turco, transportando armas fabricadas na Rússia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.