Acessar o conteúdo principal
Japão/Política

Premiê do Japão dissolve parlamento e legislativas foram antecipadas

O primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, anuncia emuma entrevista coletiva, em Tóqio, a dissolução do parlamento japonês.
O primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, anuncia emuma entrevista coletiva, em Tóqio, a dissolução do parlamento japonês. REUTERS/Kim Kyung-Hoon
2 min

O primeiro-ministro japonês dissolveu nesta sexta-feira a câmara baixa do parlamento, o que abre a possibilidade da realização de eleições legislativas antecipadas. A dissolução, proposta pelo premiê Yoshihiko Noda, de centro esquerda, e anunciada meses antes do final da atual legislatura, foi aprovada pelo imperador Akihito e celebrada pelos deputados com três "banzai" (longa vida), com os braços levantados para o céu , como manda a tradição local.

Publicidade

Yoshihido Noda cumpriu sua promessa. Ele havia se comprometido com os partidos de oposição a aceitar o pedido de antecipar as eleições em troca da aprovação, no parlamento, de várias leis importantes como a que autoriza o estado a emitir novos títulos do Tesouro. Para isso, teve que contar com o apoio da oposição de direita.

Nesta sexta-feira, dois outros textos essenciais foram adotados graças aos conservadores que controlam o Senado e bloqueavam projetos do governo há vários meses.

Depois de uma campanha de duas semanas, as eleições legislativas serão programadas para o dia 16 de dezembro. A votação poderá favorecer novos partidos políticos que poderão mudar o equilíbrio de forças no país, polarizado entre o Partido democrata do Japão (PDJ), atualmente no poder, e o Partido Liberal Democrata (PLD), de direita.

Noda é o terceiro primeiro-ministro japonês do PDJ, uma formação criada no meio dos anos 90 e que assumiu o poder e meados de 2009, pondo fim a mais de 50 anos de governo ininterrupto dos conservadores.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.