Acessar o conteúdo principal
Mundo/meio-ambiente

Torre Eiffel e Cristo Redentor apagam as luzes na Hora do Planeta

Imagem de Brasília, durante a Hora do Planeta
Imagem de Brasília, durante a Hora do Planeta Foto: Divulgação

Neste sábado, pontualmente às 20h30 da noite, os principais monumentos do mundo vão apagar as luzes em todo o planeta durante uma hora, para lembrar as consequências das mudanças climáticas. A Hora do Planeta, ação organizada pela WWF, reúne mais de 150 países e milhares de cidades.

Publicidade

A Torre Eiffel, o Taj Mahal, e até o mesmo Cristo Redentor serão ‘desligados’ e vão mergulhar na penumbra neste sábado. "A Hora do Planeta", ação da organização mundial pela proteção do meio-ambiente,  existe desde 2007, e tem o apoio de governos, organizações e outras entidades. O movimento foi lançado na Austrália e se popularizou rapidemente.

Segundo Isabelle Autissier, presidente da  WWF na França, o evento também é uma ocasião para as pessoas se reunirem em torno de um objetivo comum : lembrar que o aquecimento global tem consequências graves para o meio-ambiente. "Em muitos lugares as pessoas se reúnem, acendem velas, preparam músicas, danças, É um momento festivo, que acontece em países desenvolvidos e emergentes, e que se transformou em um movimento planetário."

Em termos logísticos, a operação envolve dezenas de pessoas. No caso da Torre Eiffel, a iluminação exterior, por exemplo, é desligada. “Apenas as luzes internas ficam ligadas, por questões de segurança’’, explica a responsável francesa. No Brasil, onde 92 cidades vão participar do evento, centenas de profissionais também são mobilizados.

Enrobe Hora do Planeta 23.03

Neste ano, o evento acontece em 22 capitais, explica Regina Cavini, superintendendente da organização. “Além do Cristo, também vamos apagar a orla de Copacabana, enseada de Botafogo, além de vários outros ícones da cidade."

Brasília, Rio Branco e Porto Alegre, Florianópolis e Campo Grande e Cuiabá também estão entre as cidades que vão promover "apagões." Além dos monumentos já citados, também ficarão às escuras neste sábado o Porto de Sidney, na Austrália, o Portão de Brandemburgo, em Berlim, as praças Al-Khundi e Palestina de Gaza, entre outros locais.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.