Síria/ataques

Grupo de Amigos da Síria tem nova reunião

Um carro-bomba guiado por um suicida explodiu nesta segunda-feira no principal bairro comercial de Damasco.
Um carro-bomba guiado por um suicida explodiu nesta segunda-feira no principal bairro comercial de Damasco. REUTERS/Thair al-Khalidi/Shaam News Network/Handout

O grupo de Amigos da Síria, formado por países árabes e ocidentais contrários ao regime de Bachar al-Assad, terá um novo encontro no dia 20 de abril em Istambul, com a presença do secretário de Estado Americano John Kerry, anunciou o governo nesta quarta-feira.

Publicidade

O anúncio foi feito em Londres, depois de um almoço na capital britânica entre Kerry e os representantes da oposição síria, à margem da reunião dos ministros das Relações Exteriores do G-8. A última reunião dos Amigos da Síria aconteceu em fevereiro, em Roma.

O governo americano tem fornecido uma ajuda humanitária fundamental para a oposição síria, mas se recusa a armar os rebeldes, ao contrário do Reino Unido. Em uma reunião nesta quarta-feira com o secretário americano, os opositores voltaram a pedir o envio de armas. Kerry declarou que, no seu encontro com o primeiro-ministro da rebelião, Ghassan Hitto, "houve avanços substanciais."

Os países ocidentais têm tentado achar uma solução para colocar um fim à violência no país, mas a tensão diplomática com o regime é grande, principalmente depois que a Liga Árabe decidiu suspender a Síria em 2011, e reconhecer a oposição como representante do povo sírio.

Em novembro de 2012, a coalizão de opositores foi reconhecida por dezenas de organizações internacionais. Ambas as partes insistiram na necessidade de trabalhar juntos, e de se organizarem melhor. O conflito na Síria já deixou mais de 70 mil mortos, desde o início do movimento de contestação, em março de 2011.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.