Afeganistão/Violência

Atentado mata 15 pessoas no Afeganistão sendo 5 americanos

Atentado suicida contra veículos militares estrangeiros em Cabul, nesta quinta-feira, 16 de maio.
Atentado suicida contra veículos militares estrangeiros em Cabul, nesta quinta-feira, 16 de maio. REUTERS/Mohammad Ismail

Um atentado suicida com carro-bomba matou quinze pessoas, entre elas cinco americanos e nove civis afegãos nesta quinta-feira, em Cabul. Foi o ataque mais violento na capital afegã em um ano.

Publicidade

Dois soldados e quatro membros civis da missão da Otan morreram no ataque que visou dois carros da coalizão internacional no bairro residencial de Shah Shahid, no sudeste de Cabul.

De acordo com uma fonte militar ocidental, os dois soldados e três civis são americanos. A nacionalidade do quarto funcionário não foi divulgada.

Nove civis afegãos, entre eles, duas crianças de 6 e 10 anos, também morreram na explosão que deixaram 39 feridos. A maioria era de estudantes a caminha da escola.

O grupo Hezb-e-Islami do ex-primeiro-ministro e chefe tribal Gulguddin Hekmatyar, reivindicou o atentado que visava, segundo ele, conselheiros militares americanos do serviço secreto do Afeganistão.

Desde o início do mês, os insurgentes multiplicaram os ataques através do país conta a coalizão internacional.

A Otan conta com 100 mil militares no Afeganistão, a maioria de origem americana.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.