Túnisia/Femen

Três militantes do Femen foram detidas na Túnisia

REUTERS/Anis Mili

Três ativistas europeias do Femen foram detidas após uma manifestação em frente ao Palácio de Justiça de Túnis. Seminuas, elas pediam a libertação de uma jovem militante tunisiana do movimento que será julgada a partir desta quinta-feira, 30 de maio de 2013. O protesto chocou a população muçulmana da Tunísia e chama atenção para a questão dos direitos da mulher no país.

Publicidade

As três militantes europeias do Femen foram detidas pela policia tunisiana na quarta-feira na capital Túnis. Os policias as arrastaram pelo chão até a delegacia, garantindo que as protegiam do linchamento pela multidão chocada com a nudez das ativistas. Elas continuam detidas esta manhã e devem ser indiciadas pela justiça tunisiana.

As militantes do Femen tinham convocado a imprensa para o protesto pela libertação da jovem tunisiana, conhecida pelo pseudônimo de Amina. Assim que chegaram em frente ao Tribunal de Justiça, elas tiraram as camisetas, revelando as inscrições "revolução" e "sextremismo" pintadas nos seios nus.

Apesar de achar o protesto um pouco chocante, o pai de Amina ficou emocionando com o apoio audacioso e pediu quase chorando que a filha fosse libertada. Amina está detida desde o dia 19 de maio e será julgada hoje em Kairouan, no centro da Tunisia.

A jovem ativista, que já havia escandalizado o país ao postar fotos seminuas no facebook, foi detida apos ter pichado a palavra Femen no muro de um cemitério. Ela é acusada de "porte ilegal de spray lacrimogêneo" e pode ser condenada de seis meses a cinco anos de prisão. Mas seu advogado está confiante em uma pena mínima e acha que a ação das Fêmen não irá interferir no processo.

Esta é a primeira ação do movimento feminista em um país árabe. A Tunísia, palco da primeira revolta popular do mundo muçulmano, é dirigida desde 2011 por um partido islâmico, o Ennahda, que hesita em garantir na nova Constituição a igualdade de sexos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.