Acessar o conteúdo principal
Irã/Presidenciais

Hassan Rohani vence presidenciais iranianas no primeiro turno

A vitória de Hassan Rohani marca o fim de oito anos de governo de Mahmoud Ahmadinejad.
A vitória de Hassan Rohani marca o fim de oito anos de governo de Mahmoud Ahmadinejad. REUTERS/Fars News/Hadi Hirbodvash
Texto por: RFI
2 min

O religioso Hassan Rohani, único candidato moderado do pleito, ganhou a corrida pela presidência do Irã já no primeiro turno. Segundo informações divulgadas pelo ministério iraniano do Interior, ele conseguiu mais de 50% dos votos necessários para evitar um segundo turno. A vitória marca o fim de oito anos de governo do contestado presidente Mahmoud Ahmadinejad.

Publicidade

Mesmo se entrou na corrida presidencial com poucas chances de vencer, Hassan Rohani conquistou o pleito com 50,68% dos votos, o que confirma uma vitória já no primeiro turno. O resultado é fruto de uma divisão do campo conservador e da exclusão de vários favoritos entre os reformistas, o que fez com que ele se tornasse o único candidato moderado na reta final.

Aos 64 anos de idade, Rohani foi vice-presidente do Parlamento e chefe dos negociadores nucleares entre 2003 e 2005. Durante esse período ele ganhou o apelido de “xeique diplomata”. O novo presidente conquistou o respeito dos ocidentais em 2003, quando aceitou supender o processo de enriquecimento de urânio no Irã que permitiu a inspeção das instalações nucleares do país.

Religoso e fervente seguidor do aiatolá Khomeini, o fundador da República Islâmica, Rohani também foi deputado entre 1980 e 2000. Ele chegou a integrar o Conselho supremo de segurança nacional, mas deixou o cargo após a eleição de Mahmoud Ahmadinejad.

No entanto, segundo analistas, a vitória de Rohani não deve marcar uma ruptura total no cenário político da República islâmica, já que os assuntos estratégicos, como as relações externas e a atividade nuclear do país continuam sob a responsabilidade direta do guia supremo Ali Khamenei.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.