Acessar o conteúdo principal
Síria/EUA

Estados Unidos mobilizam forças para eventual ação militar na Síria

Chuck Hagel, secretário de Defesa dos EUA.
Chuck Hagel, secretário de Defesa dos EUA. REUTERS/Yuri Gripas
2 min

Diante dos apelos para uma intervenção militar após o suposto ataque com armas químicas por parte do regime sírio, o Pentágono prepara uma série de opções caso o presidente americano, Barack Obama, decida lançar um ataque contra o regime de Damasco. A declaração foi feita pelo secretário americano de Defesa, Chuck Hagel.

Publicidade

Ele não revelou detalhes sobre o posicionamento das tropas, mas destacou que "o departamento de Defesa tem a responsabilidade de prover ao presidente opções para todo tipo de contingência". Um funcionário do Pentágono informou a agência Reuters que a Marinha americana mantém no Mediterrâneo um quarto destróier equipado com mísseis , o USS Mahan, que não retornará ao porto de Norfolk.

A imprensa americana tem revelado divergências dentro do governo sobre os riscos de outra intervenção militar dos Estados Unidos no Oriente Médio.

Na quarta-feira, o Exército sírio realizou uma ofensiva contra os redutos rebeldes de Ghuta oriental e Mouadamiyat al-Sham, localizados, respectivamente, na periferia leste e oeste de Damasco, causando um número de vítimas ainda indeterminado.

A oposição acusou o regime de utilizar gases tóxicos contra civis nesses subúrbios da capital, uma ação que teria provocado 1.300 mortos, o que é negado categoricamente pelo governo sírio.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.