Acessar o conteúdo principal
Iraque/Violência

Série de atentados deixa ao menos 40 mortos no Iraque

Bombas explodiram em Bagdá nesta quarta-feira, dia 28 de agosto de 2013.
Bombas explodiram em Bagdá nesta quarta-feira, dia 28 de agosto de 2013. REUTERS/Saad Shalash
Texto por: RFI
2 min

Uma série de atentados simultâneos a bomba atingiu Bagdá na manhã desta quarta-feira, 28 de agosto de 2013, deixando ao menos 40 mortos e 140 feridos. Pelo menos dez carros-bomba explodiram em diferentes pontos da capital iraquiana, principalmente em bairros de maioria xiita.

Publicidade

Dois atentados também ocorreram hoje cidades ao sul da capital e visaram policiais iraquianos. A violência entre sunitas e xiitas voltou a crescer nos últimos meses no Iraque, atingindo os altos níveis de 2008. Desde o inicio do ano, três mil e 700 pessoas morreram em ataques em todo o país apesar do reforço das medidas de segurança.

Segundo especialistas, os atentados visam alimentar o conflito religioso e desestabilizar o país. Desde a invasão americana que derrubou Saddam Hussein, há dez anos, o Iraque tenta reencontrar uma estabilidade política e de segurança. A atual onda de violência coincide com o descontentamento da maioria sunita com o governo do primeiro-ministro xiita Nouri al-Maliki. Ele é acusado de deter pessoas arbitrariamente.

A ONU e vários diplomatas internacionais pediram ao governo iraquiano para adotar reformas que integrem os sunitas e impeçam que eles sejam recrutados por grupos terroristas. Mas, para conter a violência, Nouri al-Maliki preferiu intensificar a campanha contra os insurgentes sunitas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.