Iraque/Atentado

Atentado suicida em escola do Iraque mata 14 crianças

Veículo danificado após explosão de um carro-bomba em Bagdá no dia 3 de outrubro de 2013.
Veículo danificado após explosão de um carro-bomba em Bagdá no dia 3 de outrubro de 2013. REUTERS/Ahmed Malik

Um terrorista suicida jogou um caminhão cheio de explosivos contra o pátio de uma escola primária no Iraque. No total, 14 crianças e o diretor do estabelecimento morreram. O ataque é mais em um final de semana extremamente violento no país. 

Publicidade

O atentado contra a escola primária ocorreu na cidade de Tal Afar. Alguns minutos antes, na mesma cidade, uma delegacia também foi atacada com um caminhão-bomba, mas não houve vítimas.

Até o momento, a autoria dos atentados não foi reivindicada. Mas, segundo os especialistas, esse tipo de ataque é típico de grupos sunitas ligados à Al Queda contrários aos xiitas, que representam a maioria dos habitantes de Tal Afar.

Desde o começo do ano, mais de 6 mil pessoas morreram na vaga de ataques no país. Segundo a organização Iraq Body Count, o número é superior ao registrado em 2012. A onda de violência, que havia diminuído em 2007, voltou a recrudescer neste ano. O descontentamento com o governo, dominado pelos xiitas, pode ajudar a explicar essa radicalização da oposição.

Ainda neste domingo, um outro ataque suicida na capital iraquiana dexou 5 mortos e 17 feridos. A explosão aconteceu no bairro no momento em que peregrinos xiitas se dirigiam a um santuário. O final de semana no Iraque foi marcado ainda por outros dois atentados suicidas. Ontem, pelo menos 60 pessoas morreram na capital Bagdá.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.