Síria/Conflito

Guerra na Síria já matou 11 mil crianças e adolescentes

As crianças são grandes vítimas do conflito na Síria.
As crianças são grandes vítimas do conflito na Síria. REUTERS/Bassam Khabieh

O conflito na Síria já matou mais de 11 mil crianças e adolescentes desde o início da insurreição popular contra o regime do presidente Bashar al-Assad, segundo um informe publicado hoje pelo grupo de reflexão britânico Oxford Research Group. Outro levantamento, de ativistas do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, aponta que os combates nos subúrbios da região leste da capital síria já mataram mais de 160 rebeldes e soldados em dois dias. 

Publicidade

O informe do Oxford Research Group afirma que 11.420 crianças e adolescentes de menos de 17 anos morreram na Síria no período de março de 2011 ao final de agosto de 2013, entre os 113.735 civis e combatentes que perderam a vida no conflito. Ao todo, 128 crianças e adolescentes foram vítimas de armas químicas e 389 morreram baleadas por franco-atiradores.

A grande maioria dos menores (7.557, ou seja, 71%) morreu por ferimentos provocados por armas explosivas (bombardeios aéreos, disparos de artilharia, atentados com bombas, carros-bomba), sendo de longe "o tipo de armamento mais mortífero para as crianças na Síria", destaca o documento elaborado com dados fornecidos por várias organizações sírias.

Combates sangrentos na região leste de Damasco

Os combates iniciados na sexta-feira na periferia de Damasco começaram quando as unidades rebeldes atacaram uma série de postos de controle militares que cercam os subúrbios, em uma área conhecida como o Ghouta Oriental, que está sitiada há mais de seis meses.

Trabalhadores humanitários locais e internacionais dizem que as forças de Assad buscavam tentar matar de fome moradores da região.

O bloqueio de suprimentos e de armas aos rebeldes ajudou a virar a tendência da guerra civil dentro da capital em favor das tropas de Assad.

A batalha também tem atraído centenas de combatentes estrangeiros em ambos os lados, mostrando como a guerra civil na Síria provocou tensões sectárias entre sunitas e xiitas em toda a região.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.