Ataques/Síria

Ataques aéreos matam 76 em Aleppo, norte da Síria, no domingo

Pelo menos 76 pessoas, incluindo 28 menores de idade, morreram no domingo nos ataques aéreos contra seis bairros rebeldes de Aleppo, na Síria
Pelo menos 76 pessoas, incluindo 28 menores de idade, morreram no domingo nos ataques aéreos contra seis bairros rebeldes de Aleppo, na Síria REUTERS/Mahmoud Hebbo

A ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirma que um bombardeio das forças do regime sírio na cidade de Aleppo matou 76 pessoas neste domingo, sendo 28 crianças. Segundo o Centro das Mídias de Aleppo, os ataques à cidade foram “sem precedentes”.  

Publicidade

Dois helicópteros largaram sobre a cidade barris de explosivos carregados de peças metálicas que provocaram danos humanos e materiais gravíssimos à cidade, considerada a capital econômica da Síria.

Em resposta, várias facções rebeldes advertiram que todos os centros militares e de segurança do regime são alvo de seus ataques e deram 24 horas aos civis para sair dessas regiões.

A Brigada dos Livres de Al Sham ameaçou bombardear com projéteis as cidades de Nobl e Al Zahra, de maioria xiita, se o ataque contra Aleppo continuar.

Imagens de destruição

Vídeo produzido por ativistas locais mostrou um incêndio em uma rua estreita, coberta de detritos e poeira após um ataque aéreo no distrito de Karam el- Beik. Imagens publicadas na Internet mostram muita destruição em prédios e busca por sobreviventes entre os escombros.

No sábado, o Crescente Vermelho Sírio conseguiu entregar alimentos e medicamentos à prisão central, tomada por rebeldes há oito meses.

Segundo a ONU, mais de 100.000 pessoas morreram na Síria desde o início do conflito em março de 2011, número que o Observatório elevou recentemente para mais de 125 mil mortos.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.