Rússia/magnata

Ex-magnata russo obtém visto de três meses da Suíça

Mikhaïl Khodorkovski, le 22 décembre, à Berlin.
Mikhaïl Khodorkovski, le 22 décembre, à Berlin. REUTERS/Axel Schmidt

O ex-magnata do petróleo Mikhaïl Khodorkovski, que recebeu o perdão presidencial do presidente russo Vladimir Putin, obteve um visto de três meses para morar na Suíça, onde vive sua família, anunciou a embaixada do país em Berlim.

Publicidade

De acordo com um comunicado da embaixada russa no país, o governo suíço aceitou o pedido do ex-magnata, que agora poderá circular livremente nos 26 países do espaço Schengen.

O Ministério das Relações Exteriores russo confirmou a concessão do visto. O pedido foi feito no ultimo dia 24 de dezembro.

Ainda não se sabe quando Khodorkovski, que vive atualmente em Berlim, deixará o país ,onde sua mãe é submetida a um tratamento contra o câncer.

Khodorkovski recebeu o perdão presidencial no dia 20 de dezembro do presidente russo Vladimir Putin, depois de ficar dez anos detido, acusado de fraude fiscal.

Ele acabou recebendo o indulto depois de aceitar escrever uma carta ao chefe de estado russo com o pedido, o que havia se recusado a fazer até então.

Depois de ser libertado, ele viajou a Berlim para visitar a mãe. A Alemanha, que intercedeu a seu favor junto a Putin, concedeu um visto de um ano para o magnata.

Khodorkovski anunciou que não voltaria para a Rússia, para evitar o pagamento de uma multa de 550 milhões de dólares.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.