Acessar o conteúdo principal
Oriente Médio/Visita do papa

Tensão política marca expectativa para visita do papa à Terra Santa

Rua de bairro cristão na Cidade Antiga de Jerusalém enfeitada para visita do papa Francisco
Rua de bairro cristão na Cidade Antiga de Jerusalém enfeitada para visita do papa Francisco REUTERS/Ronen Zvulun
Texto por: RFI
3 min

Israelenses e palestinos preparam-se para receber o papa Francisco pela primeira vez desde que o ex-arcebispo de Buenos Aires assumiu o pontificado. O sumo pontífice chega à Jordânia no sábado e, entre domingo e segunda, visitará Belém e Israel.

Publicidade

Em Belém é impossível não reparar a forte conotação política que os palestinos dão à visita do líder da Igreja católica. Por toda a praça da Mangedoura, onde o papa celebra uma missa para quase 10 mil pessoas no domingo, foram espalhadas imensas fotomontagens que comparam representações barrocas de passagens bíblicas e fotos do cotidiano palestino: barreiras de separação, demolições, violência...

A decoração foi criada pelo futuro museu da Palestina, que se propõe a criar uma reflexão sobre a situação da minotira cristã na região ocupada por Israel. Na manhã de quinta, alguns cristãos palestinos da Faixa de Gaza foram autorizados excepcionalmente a cruzar o território israelense para ver o papa em Belém.

Em carta ao papa, o dirigente palestino Marwan Barghuthi lembrou o papel da Igreja Católica na luta contra o Apartheid na África do Sul e disse acreditar que o peso moral do sumo pontífice ajudará a por fim à ocupação israelense. Barghuthi cumpre pena de prisão perpétua em Israel por sua participação na segunda Intifada (2000-2005).

Extremistas cerceados

No bairro cristão da Cidade Antiga de Jerusalém, as decorações de boas-vindas acabaram ofuscadas pelas barreiras metálicas instaladas pela polícia de Israel, que teme ações de extremistas judeus. A polícia mobilizou 8,5 mil agentes para a visita e tomou medidas para isolar as principais lideranças da extrema-direita, suspeitos de planejar distúrbios durante a visita do papa.

Francisco passará sua única noite em Jerusalém na residência do delegado apostólico do Vaticano para Jerusalém e a Palestina. O prédio de pedras brancas fica na encosta do Monte das Oliveiras, de onde o papa poderá ver toda a Terra Santa. No horizonte, ele terá o muro de concreto que separa Jerusalém da Cisjordânia.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.