Acessar o conteúdo principal
Ucrânia/Rússia

Sul e parte do leste da Ucrânia "estão livres" dos separatistas, diz ministro da Defesa

Rebelde russo em Slaviansk, no leste da Ucrânia
Rebelde russo em Slaviansk, no leste da Ucrânia REUTERS/Maxim Zmeyev
Texto por: RFI
2 min

O ministro interino da Defesa da Ucrânia, Mykhailo Koval, afirmou nesta sexta-feira (30) que as tropas do governo "liberaram completamente" o sul e uma parte da região leste de Donetsk e do norte de Lugansk dos rebeldes pró-russos.

Publicidade

A declaração foi feita pela manhã em Kiev, um dia após um violentos combates entre forças do governo e os insurgentes. "Não deixaremos essa gangrena se propagar nas regiões vizinhas", disse o ministro.

Desde o início da operação "anti-terrorista"no dia 13 de abril lançada pelo exército ucraniano contra o movimento separatista mais de 200 pessoas morreram entre soldados, separatistas e civis. O balanço não leva em conta as perdas registradas pelo Ministério da Defesa e não inclui o Ministério do Interior.

Em Berlim, representantes ucranianos e russos se reúnem nesta sexta-feira para tentar chegar a um acordo sobre o fornecimento de gás de Moscou a Kiev. A reunião de emergência é medida pelo comissário europeu de energia Gunther Oettinger.

A empresa russa Gazprom exige a quitação de U$ 3,5 bilhões dólares e o pagamento antecipado de junho para garantir o fornecimento de gás à Ucrânia.

Caso não isso não ocorra, o grupo poderá cortar o abastecimento a partir de terça-feira. A decisão pode ter consequências dramáticas no verão, que começa no dia 21 de junho. Os europeus temem que vários países dependentes do gás que transitam pelo território ucraniano sejam afetados.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.