Ucrânia/Rússia

Presidente ucraniano anuncia acordo de cessar-fogo com separatistas

Os combates na Ucrânia devem parar ainda hoje
Os combates na Ucrânia devem parar ainda hoje (Foto: Reuters)

Depois de cinco meses de conflito no leste da Ucrânia, os separatistas pró-russos e o presidente ucraniano, Petro Porochenko, anunciaram nesta sexta-feira (5) um acordo de cessar-fogo, que deve entrar em vigor às 18h no horário local.

Publicidade

Porochenko confirmou a assinatura do acordo em sua conta no Twitter e em um comunicado no site da Presidência da República. O chefe de estado, que está participando da cúpula da Otan no País de Gales, determinou a interrupção dos ataques ainda hoje.

As autoridades ucranianas estão reunidas nesta sexta-feira em Minsk, em Belarus, com representantes da Rússia, dos separatistas pró-russos e da OSCE (Organização para a Cooperação e Segurança da Europa), que deverá fiscalizar a aplicação do acordo. Durante as discussões, os separatistas foram representados pelo líder da República Popular de Donetsk, Alexandre Zakhartchenko, que se auto-proclamou primeiro-ministro.

O governador da região oriental de Donetsk,onde acontecem os combates mais intensos, também confirmou a informação, divulgada primeiramente pela agência russa Interfax.

Plano de paz prevê retirada de tropas russas

Em Kiev, o primeiro-ministro, Arseni Iatseniouk, também anunciou, durante um conselho de ministros, que o plano de paz prevê a retirada das forças russas e o reestabelecimento das fronteiras com a Rússia. A Ucrânia também exigia a libertação dos soldados detidos pelos rebeldes e a Rússia.

Na quarta-feira, o presidente russo, Vladimir Putin, apresentou um plano de sete pontos para colocar um fim à crise. Ele insistiu para que as forças ucranianas se retirem das regiões industriais de Donetsk e Lugansk.
Apesar do acordo, a União Europeia deverá adotar novas sanções econômicas contra a Rússia, além das medidas unilaterais anunciadas pelos Estados Unidos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.