Palestina/Israel

Abbas rejeita desbloqueio financeiro parcial de Israel e ameaça ação no TPI

O presidente palestino Mahmoud Abbas, em 10 de dezembro de 2014.
O presidente palestino Mahmoud Abbas, em 10 de dezembro de 2014. REUTERS/Mohamad Torokman

Israel desbloqueou neste domingo (5) uma parte dos fundos que mantinha bloqueados havia três meses, em represália ao pedido de adesão dos palestinos ao Tribunal Penal Internacional (TPI). No entanto, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, considerou a medida parcial e exige o desbloqueio total das recursos, caso contrário ameaça levar Israel ao TPI.

Publicidade

O total de recursos palestinos bloqueados pelos israelenses pode chegar a US$ 417 milhões. O valor corresponde a taxas recebidas entre dezembro a fevereiro deste ano. Desde a criação da Autoridade Palestina, há mais de 20 anos, Israel recolhe taxas alfandegárias e impostos de mercadorias destinadas aos territórios palestinos que atravessam o território hebreu.

Uma fonte ligada ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu afirmou que Israel garantiu aos Estados Unidos que o restante do valor pode ser liberado a qualquer momento.

Mahmoud Abbas, que exige uma transferência total dos recursos ou nada, confirmou que um terço do valor continua bloqueado pelos israelenses. O líder da Autoridade Palestina afirma que se não receber o valor integral, vai recorrer à justiça. A Palestina aderiu oficialmente ao Tribunal Penal Internacional no dia 1° de abril.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.