Afeganistão/Atentado

Talibã volta a atacar apesar de tentativas de diálogo do governo afegão

Ataque suicida Talibã no edifício do parlamento afegão em Cabul, em junho de 2015.
Ataque suicida Talibã no edifício do parlamento afegão em Cabul, em junho de 2015. AFP PHOTO / Wakil Kohsar

Pelo menos 15 pessoas morreram e quase 40 ficaram feridas na província de Faryab, ao norte do Afeganistão, em um atentado suicida na manhã desta quarta-feira (22). Os embates entre o Talibã e as forças de segurança do país são frequentes na região.

Publicidade

A explosão aconteceu no mercado principal do distrito de Almar, na fronteira com o Turcomenistão, segundo declarou à AFP o governador da província de Faryab, Abdul Sattar Barez.

O atentado acontece em um contexto de intensificação dos ataques talibãs contra alvos governamentais e estrangeiros, apesar dos esforços em criar diálogos que levem à paz na região.

Pela primeira vez, em 14 anos de insurreição, uma delegação de talibãs afegãos encontrou de maneira oficial autoridades do governo de Kabul sob a supervisão de responsáveis dos Estados Unidos e China, no início do mês.

O contato, facilitado pelos paquistaneses em Murree, estação turística próxima à Islamabad, tem como objetivo abrir os diálogos de paz para estabilizar a situação no Paquistão.

Após o fim da missão de combate da Otan no fim do ano passado, 12.500 soldados estrangeiros foram enviados ao Afeganistão para uma nova missão que deve formar e aconselhar as forças afegãs.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.