Acessar o conteúdo principal
Israel/Autoridade Palestina

Israel proíbe entrada de palestinos na Cidade Velha de Jerusalém

Policiais israelenses em Jerusalém, após os ataques que deixaram dois mortos no sábado (3).
Policiais israelenses em Jerusalém, após os ataques que deixaram dois mortos no sábado (3). AFP PHOTO / AHMAD GHARABLI
Texto por: RFI
1 min

O governo de Israel tomou a decisão excepcional neste domingo (4) após ataques que mataram dois israelenses ontem (3) na cidade. A Autoridade Palestina protestou contra a medida. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que “Israel trava uma luta de morte contra o terrorismo” e anunciou novas medidas de retaliação aumentando ainda mais a tensão na região.

Publicidade

Essa é a primeira vez que as autoridades israelenses interditam a Cidade Velha de Jerusalém aos palestinos. Durante 48 horas apenas os israelenses, os residentes da Cidade Velha, turistas, empresários e estudantes poderão entrar no local.

O acesso à Esplanada das Mesquitas foi proibido aos homens com menos de 50 anos, uma medida baixada com frequência em momentos de tensão. Não há restrições para as mulheres. O exército israelense intensificou suas operações nas últimas 24 horas, ferindo ao menos 77 palestinos, segundo fontes médicas.

Novas medidas

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, declarou neste domingo que seu país "trava uma luta de morte contra o terrorismo palestino" e ordenou novas e duras medidas após os ataques que deixaram dois israelenses mortos em Jerusalém. "Estas medidas incluem, entre outras, a demolição acelerada das casas dos terroristas", disse o premiê em uma mensagem de vídeo difundida pelo site de notícias israelense Ynet.

O governo palestino criticou a decisão de Israel e em comunicado denuncia "a política de escalada das autoridades israelenses" em "Jerusalém e na Cisjordânia ocupada".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.