Índia/terremoto

Terremoto mata pelo menos oito pessoas na Índia

Um forte terremoto de magnitude 6,7 abalou o nordeste da Índia, como na cidade de Imphal
Um forte terremoto de magnitude 6,7 abalou o nordeste da Índia, como na cidade de Imphal REUTERS/Stringer

Um terremoto de 6,7 na escala Ritcher atingiu o nordeste da Índia nesta segunda-feira de manhã (4), perto da fronteira com o Bangladesh e Miamar, ex-Birmânia, matando oito pessoas. Pelo menos 33 pessoas ficaram feridas, principalmente no tumulto provocado pelos habitantes que tentavam fugir.

Publicidade

Diversos prédios sofreram danos em Imphal, capital do estado de Manipur, a cidade mais próxima do epicentro do terremoto. De acordo com o Instituto Americano de Geologia, o terremoto atingiu a região por volta de 04h35, a 29 quilômetros a nordeste de Imphal.

Segundo Anurag Gupta, responsável pela gestão de catástrofes naturais, um edifício de seis andares foi totalmente destruído e as paredes de diversos prédios ficaram fissuradas. Mais de 50 pessoas foram hospitalizadas, feridas na cabeça.

Deepak Shijagurumayum, um morador de Imphal que teve sua casa atingida, descreveu as cenas de caos depois do tremor: "quase todo mundo estava dormindo quando ouvimos o tremor", declarou. "As pessoas choravam e rezavam nas ruas. Centenas ficaram nas ruas durante horas, temendo as réplicas", acrescentou. A eletricidade também parou de funcionar na região, indicou a agência Press Trust of India (PTI).

Tremor foi sentido em Calcutá

O primeiro-ministro indiano Narendra Modi declarou no Twitter ter conversado com as autoridades locais do estado de Assam. O tremor chegou a ser sentido em Calcutá, a 600 quilômetros, onde os edifícios vibraram. Em Bangladesh, o pânico da população também deixou diversos feridos. De acordo com a polícia da capital, Dacca, cerca de 60 pessoas foram hospitalizadas.

Os sete estados do nordeste da Índia são unidos ao resto do país por um estreito corredor, situados em uma zona de atividade sísmica frequente. A região fronteiriça é isolada e pouco povoada do lado de Miamar, onde não houve vítimas. Em 1950, dezenas de vilarejos foram destruídos e mais de 1500 pessoas desapareceram em um terremoto de 7,6 na escala Richter.
 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.