Acessar o conteúdo principal
Refugiados/sicília

Guarda-costeira resgata quase 900 refugiados na costa da Sicília

Objetos pessoais encontrados em praia siciliana, em fevereiro de 2016.
Objetos pessoais encontrados em praia siciliana, em fevereiro de 2016. REUTERS/Guglielmo Mangiapane
2 min

A guarda-costeira italiana realizou nesta quinta-feira (12) o resgate de quase 900 refugiados, principalmente sírios, ao longo do litoral da Sicília, informou um porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (HCR).

Publicidade

O órgão das Nações Unidas relatou que dois barcos estavam envolvidos na operação, uma das maiores tentativas de passagem de migrantes originários da Síria e do Iraque em direção à Itália neste ano.

Segundo a guarda-costeira italiana, 515 pessoas foram encontradas em uma das embarcações e 380 foram salvas de um outro navio. A HCR explicou que os refugiados buscam atualmente alcançar a Europa à partir do Egito e não mais da Líbia.

Para entrar na União Europeia, observa ainda o Alto Comissariado, os migrantes tentam agora de preferência a Itália, ao invés da Grécia. Em abril, quase 10.000 mil migrantes chegaram à costa italiana, contra 3.650 que alcançaram o litoral grego.

Desde o início do ano, mais de 31 mil refugiados chegaram de barco à Itália, a maioria proveniente de países africanos como Nigéria, Gâmbia e Somália.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.