Acessar o conteúdo principal
Guerra

Líder do grupo EI no Afeganistão e no Paquistão é morto em ataque americano

Hafez Said (à direita) em um encontro de extremistas no mês de julho de 2016.
Hafez Said (à direita) em um encontro de extremistas no mês de julho de 2016. AAMIR QURESHI / AFP
2 min

O líder do grupo Estado Islâmico no Afeganistão e no Paquistão foi morto no último mês de julho em um ataque dos Estados Unidos na fronteira entre os dois países. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (12) por uma autoridade da Defesa americana.

Publicidade

Esta autoridade, que falou sob condição de anonimato antes de um anúncio oficial, afirmou que Hafez Said foi morto em um ataque no mês passado. "Eles o pegaram", disse ele.

Ainda não há detalhes sobre o bombardeio, mas um oficial americano disse à rede britânica BBC que Said foi morto no dia 26, em um ataque de drone em um distrito de Nangarhar.

A morte de Saeed representa o maior revés sofrido pelo grupo Estado Islâmico em sua tentativa de se tornar uma força relevante nos dois países.

Ele havia sido nomeado no início do ano passado chefe da organização do território que eles intitulavam “Província de Khorasan”, que correspondente ao Paquistão, ao Afeganistão e a partes de países vizinhos. Na época, um grupo do talibã paquistanês aderiu aos extremistas.

A região se tornou então palco de violentas disputas entre talibãs e jihadistas do grupo Estado Islâmico - que tem, em suas fileiras, um número importante de ex-talibãs e antigos combatentes de outros grupos jihadistas.

Alarme falso

Autoridades afegãs acreditavam que ele pudesse ter sido morto em julho de 2015, quando um drone americano atingiu dezenas de líderes do grupo na província de Nangarhar, próximo à fronteira com o Paquistão.

O ataque de 2015 ocorreu menos de seis meses depois de outra operação no Afeganistão que matou Abdul Rauf Khadim, considerado o número dois do grupo EI no país. No último mês de maio, outro ataque de drone matou o ex-líder talibã Mullah Akhtar Mansour.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.