Acessar o conteúdo principal
Israel

Israel e líderes mundiais prestam última homenagem a Shimon Peres

O presidente americano, Barack Obama, durante o funeral do ex-presidente israelense e prêmio Nobel da Paz, Shimon Peres, em Jerusalém, nesta sexta-feira (30).
O presidente americano, Barack Obama, durante o funeral do ex-presidente israelense e prêmio Nobel da Paz, Shimon Peres, em Jerusalém, nesta sexta-feira (30). REUTERS/Kevin Lamarque
3 min

O funeral do ex-presidente israelense e prêmio Nobel da Paz, Shimon Peres, foi realizada nesta sexta-feira (30) na presença de uma centena de autoridades internacionais: o presidente americano Barack Obama, o palestino Mahmoud Abbas, o francês François Hollande, entre outros. Em discurso, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, declarou que Peres foi um "grande homem" para Israel e para o mundo e prometeu que a paz vai acontecer.

Publicidade

Daniela Kresch, correspondente da RFI em Tel Aviv

A última homenagem no cemitério do Monte Herzl, em Jerusalém, lembrou a trajetória de Peres. O evento foi transmitido ao vivo não só para os israelenses, mas também por redes de televisão de todo o mundo.

Também esteve presente o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, que surpreendeu a todos na quinta-feira (29) ao anunciar que participaria do evento. Ele foi o único líder do mundo árabe-muçulmano a fazê-lo. Abbas e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netaniahu, se encontraram brevemente no começo da cerimônia, trocaram algumas palavras e um aperto de mão.

No último e mais esperado discurso, Barack Obama lembrou a trajetória de Shimon Peres desde a Europa nazista, onde seu avô foi queimado vivo no Holocausto. O presidente americano declarou que Peres passou a “messagem do povo judeu para o mundo, de que a fé e a visão moral triunfam sobre todas as adversidades”.

Obama, que usava um solidéu, o chapéu judaico, tocou na questão palestina afirmando que Peres entendeu o “quão dificil a paz seria” e “entendia que a segurança real passa por fazer a paz com seus vizinhos”. Ele terminou dizendo, em hebraico: “Obrigado, querido amigo”.

Antes de Obama, os três filhos de Shimon Peres também falaram, contando como ele era um líder, mas também um pai querido. Também discursaram Netanyahu, Clinton, o atual presidente, de Israel, Reuven Rivlin, além do escritor Amós Oz.

Depois dos discursos, o caixão com o corpo de Peres foi levado até o túmulo e, depois de cânticos tradicionais judaicos, foi enterrado.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.