Sírio suspeito de pertencer ao EI é detido na Alemanha por crime de guerra

Polícia alemã deteve suspeito de cometer crime de guerra
Polícia alemã deteve suspeito de cometer crime de guerra Reuters

Um sírio de 31 anos foi detido na Alemanha,  informou o Ministério Público nesta terça-feira (7). Ele é suspeito de pertencer ao grupo Estado Islâmico (EI) e de estuprar uma refugiada síria, delito qualificado como "crime de guerra".

Publicidade

Identificado como Akram A., o indivíduo foi preso no estado regional de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, no nordeste da Alemanha.

Akram A. é suspeito de ter sido membro do EI na Síria, onde estava ligado a um posto de controle encarregado da vigilância de uma fronteira do território conquistado pelo grupo.

Ele também é suspeito de ter violentado, no início de 2016, uma síria que tentava fugir com seus filhos. A prática constitui "crime de guerra", já que a vítima, que fugia de uma zona dominada pelo EI, encontrava-se "protegida pelo Direito Internacional Humanitário".

O suspeito será apresentado à Justiça nesta quarta-feira (8), que decidirá sobre sua detenção.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.