Acessar o conteúdo principal
Jerusalém

Sobe para quatro o número de palestinos mortos em manifestações

Violência das manifestações tem aumentado desde a declaração de Donald Trump.
Violência das manifestações tem aumentado desde a declaração de Donald Trump. REUTERS/Ronen Zvulun
Texto por: RFI
1 min

Mais dois palestinos foram mortos em confrontos com as forças israelenses, quando, nesta sexta-feira (15), novas manifestações foram organizadas contra o reconhecimento por Donald Trump de Jerusalém como a capital de Israel.

Publicidade

Bassel Ismaïl, de 24 anos, foi o terceiro palestino morto, nesta sexta-feira, durante os protestos contra a decisão de Trump.

Ismaïl morreu em Anata, cidade entre Jerusalém e a Cisjordânia ocupada. Hoje, mais cedo, dois palestinos haviam sido mortos na Faixa de Gaza.

Quarto homem

Um quarto palestino morreu, hoje à tarde, depois de ter esfaqueado um policial israelense.

Mohammed Aqal, de 29 anos, agrediu um policial numa barreira no território ocupado da Cisjordânia, sendo alvejado três vezes. Aqal ainda foi levado para o hospital, mas morreu dos seus ferimentos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.