Somália/ataque

Duplo atentado na Somália deixa pelo menos 38 mortos

Atentado na Somália deixou pelo menos 38 mortos
Atentado na Somália deixou pelo menos 38 mortos (Foto: Reuters)

Dois atentados com carros-bomba ocorridos nesta sexta-feira (23), em Mogadíscio, atingiram o palácio presidencial e um hotel, matando pelo menos 38 pessoas, de acordo com um balanço divulgado pelas autoridades do país neste sábado (24).

Publicidade

A primeira explosão, seguida de tiroteio, atingiu um posto de controle perto de Villa Somalia, a sede do governo do país. De acordo com um oficial da polícia somali, Ibrahim Mohamed, um outro carro carregado de explosivos foi detonado perto de um hotel recém-inaugurado na capital, Mogadíscio.

O grupo extremista islâmico Shebab, ligado aos jihadistas da rede Al-Qaeda, reivindicou o duplo ataque em um comunicado publicado na internet, afirmando que visava os serviços governamentais.

O Shebab tem tentado desde 2007 derrubar o frágil governo central da Somália, apoiado pela comunidade internacional e por mais de 20 mil homens da força da União Africana, vindos de Uganda, Burundi, Djibouti, Quênia e Etiópia.

Shebab perde redutos

Depois de serem expulsos de Mogadíscio em agosto de 2011, o Shebab perdeu a maioria de seus redutos, mas ainda controla grandes áreas rurais de onde lançam operações de guerrilha e atentados suicidas.

O grupo é apontado como o responsável do atentado com um caminhão bomba, ocorrido no dia 14 de outubro no centro da capital do país, que deixou pelo menos 512 mortos. O ataque, que não foi reivindicado, é considerado como o pior da história do país.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.