Acessar o conteúdo principal
Irã/navio

Capitão e oficiais do petroleiro iraniano interceptado em Gibraltar são libertados

O petroleiro iraniano Grace 1 foi interceptado em Gilbratar pelos britânicos
O petroleiro iraniano Grace 1 foi interceptado em Gilbratar pelos britânicos JORGE GUERRERO / AFP
Texto por: RFI
2 min

O capitão e os três oficiais do petroleiro iraniano interceptado na semana passada em frente à costa de Gibraltar foram libertados nesta sexta-feira (12). O anúncio foi feito pela polícia do território britânico, que também informou que a investigação continua e o navio Grace 1 continua imobilizado.

Publicidade

O capitão do barco e o primeiro oficial foram detidos na quinta-feira (11). Outros dois oficiais foram presos na sexta-feira (13). O Irã é suspeito de transportar petróleo para a Síria, o que violaria as sanções internacionais.

De acordo com o chefe do governo de Gibraltar, Fabian Picardo, o navio continha 2,1 milhões de barris de petróleo, sua capacidade de carga máxima. O "Grace 1", de 330 metros de comprimento, foi interceptado em 4 de julho pela polícia e os serviços alfandegários de Gibraltar, com ajuda da marinha britânica.

As autoridades do território britânico situado no extremo sul da península ibérica suspeitam que o petróleo estava sendo transportado para a Síria, o que representaria uma violação das sanções europeias contra o regime de Bashar al Assad.

Navio pode ficar retido mais 90 dias

O Irã nega que o navio estivesse se dirigindo para a Síria e pede sua "liberação imediata", mas a Corte Suprema de Gibraltar autorizou a retenção do navio durante 14 dias, até 19 de julho, e poderá prolongá-la novamente por até 90 dias.

As prisões ocorreram em um contexto tensão crescente com Teerã. Na quarta-feira (10), os britânicos denunciaram que dois navios iranianos tentaram bloquear um petroleiro britânico no estreito de Ormuz. Nesta sexta, o Reini Unido anunciou o envio de um segundo navio de guerra à zona para reforçar sua presença militar.

Os Estados Unidos confirmaram na quinta sua intenção de formar uma coalizão internacional para escoltar os navios comerciais no Golfo Pérsico.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.