Acessar o conteúdo principal
Carlos Ghosn/ Fuga

Justiça japonesa emite mandado de prisão contra Carlos Ghosn

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, em entrevista coletiva no Sindicato da Imprensa Libanesa em Beirute, 8 de janeiro de 2020.
Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, em entrevista coletiva no Sindicato da Imprensa Libanesa em Beirute, 8 de janeiro de 2020. REUTERS/Mohamed Azakir
Texto por: RFI
2 min

A Justiça japonesa emitiu nesta quinta-feira (30) mandados  de prisão contra o ex-CEO da Renault-Nissan, Carlos Ghosn, e três supostos cúmplices que o teriam ajudado a fugir do país em dezembro, onde estava em liberdade condicional.

Publicidade

Além de Ghosn, a justiça ordenou a prisão de Michael Taylor, 59, ex-membro das forças especiais dos EUA que foram para o setor privado, e Peter Taylor, 26, filho de Michael Taylor, segundo a mídia japonesa.

Também foi emitido um mandado de prisão contra George Zayek, um libanês de 60 anos suspeito de ter ajudado Ghosn a fugir para o Líbano.

O empresário franco-líbano-brasileiro deixou o Japão em 29 de dezembro, provavelmente escondido em uma caixa de material de áudio.

Foi assim que ele teria evitado os controles no Aeroporto Internacional de Kansai, perto de Osaka (oeste), porque no Japão não é obrigatório inspecionar a bagagem de jatos particulares com raios-X.

Ghosn se recusou a confirmar ou negar os detalhes de sua evasão.

Sua fuga para o Líbano colocou as autoridades japonesas em apuros, exigindo que ele voltasse ao país para ser julgado por alegada apropriação indébita financeira.

No início de janeiro, a Interpol emitiu um mandado de prisão para as autoridades do Líbano, um país que, no entanto, não possui acordos de extradição com o Japão.

Em 10 de janeiro, a justiça do Líbano proibiu Ghosn de deixar o país.

(Com informações da AFP)

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.