Acessar o conteúdo principal

Índia ultrapassa 2 milhões de casos de Covid-19 e se torna 3º país mais atingido do mundo

A Índia ultrapassou nesta sexta-feira os 2 milhões de casos declarados do novo coronavírus, se tornando o terceiro país do mundo a atingir essa marca, ao lado dos Estados Unidos e do Brasil.
A Índia ultrapassou nesta sexta-feira os 2 milhões de casos declarados do novo coronavírus, se tornando o terceiro país do mundo a atingir essa marca, ao lado dos Estados Unidos e do Brasil. AP - Bikas Das
Texto por: RFI
3 min

A Índia anunciou nesta sexta-feira (7) que mais de dois milhões de casos do novo coronavírus foram confirmados no país. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde indiano e mostram que o número de contaminados dobrou em apenas três semanas.

Publicidade

Até agora, a Índia registrou 41.585 mortos da Covid-19 e 2.027.074 diagnósticos positivos desde o início da pandemia. O país se tornou o terceiro do mundo a registrar mais de dois milhões de diagnósticos positivos, depois dos Estados Unidos e do Brasil.

A Índia instaurou um confinamento radical no fim de março, mas as medidas foram flexibilizadas na tentativa de relançar a economia local. Vários estados indianos, entrentanto, adotaram restrições e medidas de quarentena para tentar frear a propagação do vírus.

As autoridades impuseram nas últimas semanas confinamentos localizados nos estados de Bihar, no norte do país, e na região do Tamil Nadu, no sul. A região de Bengalore, no sul, onde estão instaladas as empresas high-tech indianas, também adotou medidas rígidas para conter a circulação do vírus.

No início, a epidemia atingiu principalmente Nova Déli e Mumbai, mas atualmente avança em cidades pequenas e na zona rural, onde vivem 70% dos indianos. O uso da máscara é bastante respeitado nos grandes centros, mas a proteção é pouco usada nas áreas rurais.

Testes limitados

Como as autoridades indianas limitam o acesso aos testes, os especialistas acreditam que os dados sobre a situação local sejam subestimados. O país realiza cerca de 16.500 testes para cada milhão de habitantes, contra 190.000 nos Estados Unidos.

Uma grande porcentagem dos pacientes não apresenta sintomas. Um estudo em julho mostrou que pelo menos 25% dos habitantes de Nova Déli já foram contaminados - 40 vezes a mais do que os dados oficiais. Outra pesquisa constatou que pelo menos a metade dos moradores das favelas de Mumbai já contraíram o SARS-Cov-2.

Segundo os especialistas, a razão do aumento de casos nas cidades pequenas seria o retorno dos trabalhadores que perderam o emprego nas grandes cidades. O Estado de Pradesh, cuja população é quase tão grande quanto a do Brasil, já registra casos em seus distritos mais isolados. A região de mais de 200 milhões de habitantes tem mais de 100 mil casos oficiais. Sua capital regional Lucknow, por exemplo, registrou 600 novas contaminações diárias, contra apenas 150 há alguns dias.

Doentes discriminados

A discriminação associada ao vírus desmotiva os indianos a realizar os testes.

As autoridades colam cartazes na frente das casas dos contaminados, para prevenir a vizinhança da presença de um doente no local, o que não incita, desta forma, a população a se testar para detectar uma possível contaminação.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.