Acessar o conteúdo principal

Espanha: Galícia proíbe fumar nas ruas para evitar contaminação pelo coronavírus

A comissão de saúde pública espanhola advertiu que fumar em espaços públicos amplia risco de transmissão do coronavírus.
A comissão de saúde pública espanhola advertiu que fumar em espaços públicos amplia risco de transmissão do coronavírus. Florion Goga/Reuters
Texto por: RFI
3 min

Fumar nas ruas ou em espaços públicos sem garantir uma distância de segurança será proibido na região espanhola da Galícia a partir desta quinta-feira (13). A decisão, anunciada pelo presidente da Xunta de Galícia, Alberto Núñez Feijóo, pretende evitar a transmissão do coronavírus.

Publicidade

A medida, que deve ser publicada ainda nesta quarta-feira (12), segue a recomendação do comitê científico da região.

“Vários membros do comitê técnico concordaram que fumar sem nenhuma limitação, seja em um terraço com pessoas próximas, seja em zonas de grande circulação, sem nenhuma distância física de segurança, apresenta um risco alto de contaminação”, afirmou Feijóo, de acordo com o jornal espanhol El País.

Um comunicado da comissão de saúde pública espanhola publicado em julho já havia advertido sobre o risco de contágio por conta dos fumantes que, além de obviamente não portarem máscaras enquanto fumam, expelem grandes quantidades de ar com gotículas que podem carregar o coronavírus.

Até o momento, não foi divulgada qual seria a distância mínima de segurança ou a punição para quem não seguir a regra.

Espanha em alerta

O anúncio acontece em um momento de alerta para o aumento de novos casos de Covid-19 na Espanha. O país registrou mais de 28 mil novos casos de coronavírus nas últimas duas semanas. São 98 casos de contaminação por coronavírus por 100 mil habitantes no período. O índice é o mais alto da União Europeia.

Ainda que a situação geral da Galícia seja relativamente boa, com 827 casos ativos atualmente, de acordo com a Xunta de Galícia, o aumento de registros em La Coruña preocupa as autoridades locais.

"Se nos vermos obrigados a ter que confinar cidades ou comarcas dentro de alguns dias, o problema não será se poderemos ir a praia ou não. O problema será que poderemos ter territórios com mobilidade reduzida", alertou Feijóo.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.