Participação de jogadores com Covid-19 no Brasileirão impressiona mídia francesa

O diário esportivo L’Équipe é enfático em sua chamada: “Quatro jogadores do Atlético Goianiense testam positivo, mas podem jogar”.
O diário esportivo L’Équipe é enfático em sua chamada: “Quatro jogadores do Atlético Goianiense testam positivo, mas podem jogar”. Studio graphique FMM

A decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de autorizar que quatro jogadores do Atlético Goianiense, que testaram positivo para a Covid-19, entrassem em campo na noite de quarta-feira (12) contra o Flamengo, pela segunda rodada do Brasileirão, teve grande repercussão na mídia francesa. O diário esportivo L’Équipe é enfático em sua chamada: “Quatro jogadores do Atlético Goianiense testam positivo, mas podem jogar”.

Publicidade

O jornal destaca a alegação do clube de que os quatro jogadores em questão se encontravam nos últimos dias da doença, já que tinham respeitado a quarentena de dez dias imposta após um primeiro teste efetuado em data não especificada, e que por isso já não ofereceriam mais risco de contágio. O jogo terminou com a vitória do time do estado de Goiás por 3 a 0 contra o Flamengo.

Dois jogadores do Goianiense ficaram de fora da partida. Os resultados positivos do meia Matheuzinho e do atacante Júnior Brandão só saíram poucas horas antes do jogo, o que impediu que a equipe do centro-oeste tentasse um novo recurso que liberasse os atletas. A diretoria do clube já antecipou que vai tentar a liberação da dupla para a próxima rodada.

A decisão da CBF também recebeu menção da revista France Football. A publicação destaca o argumento do presidente da comissão médica da CBF, Jorge Pagura, de que a decisão foi tomada por recomendação do “Centro Americano para Controle e Prevenção de Doenças, já aprovado pela Organização Mundial de Saúde, que afirma que, após um teste positivo, o isolamento por dez dias é suficiente".

Para além da mídia esportiva

A notícia não ficou restrita à mídia especializada. O diário econômico Les Échos cita o episódio, narrando a série de testes realizada no último domingo na preparação para a partida. O jornal destaca, com certa ironia, que os argumentos do time parecem ter acertado em cheio as expectativas da comissão médica da CBF. A entidade autorizou a participação dos quatro jogadores do Atlético Goianiense alegando que “em muitos casos, os novos exames continuaram dando positivo por muito tempo (...) em pacientes que não transmitiam mais o vírus para ninguém. (...) Com certeza não há nenhum risco".

A publicação lembra que diversas partidas do campeonato brasileiro de futebol, retomado no último final de semana, já tiveram que ser adiadas após a descoberta de casos de coronavírus. Acrescentando que, só na primeira divisão, os clubes já relataram mais de 160 casos de Covid-19 entre seus jogadores desde a chegada da pandemia no Brasil.

Les Échos não deixa de sublinhar que a doença já matou mais de 103 mil pessoas no Brasil e que mais de 3,1 milhões de brasileiros foram infectados pelo novo coronavírus.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.