Polícia de Hong Kong dispersa manifestantes em aniversário de violenta repressão

Polícia usou cassetetes e spray de pimenta para dispersar manifestantes nesta segunda-feira (31) em Hong Kong.
Polícia usou cassetetes e spray de pimenta para dispersar manifestantes nesta segunda-feira (31) em Hong Kong. REUTERS - TYRONE SIU

A polícia de choque de Hong Kong usou spray de pimenta para dispersar manifestantes nesta segunda-feira (31), aniversário de um incidente durante os protestos pró-democracia do ano passado, nos quais policiais foram filmados espancando pessoas em um metrô.

Publicidade

As imagens da ação policial em 31 de agosto de 2019 agravaram a indignação pública contra as forças de ordem e injetaram maior vigor no movimento de protesto.

Dezenas de ativistas se reuniram em frente à estação de metrô Prince Edward ao anoitecer, entoando gritos pró-democracia e plantando flores.O protesto pacífico foi imediatamente considerado ilegal e a tropa de choque usou cassetetes e spray de pimenta para dispersar a multidão.

Durante a noite, várias pessoas foram presas e revistadas. A polícia disse ter feito 12 prisões, incluindo um menino de 17 anos que "dizia ser jornalista" e outra pessoa que portava uma arma de brinquedo. Nove pessoas foram presas por reunião ilegal.

Hong Kong foi abalada no ano passado durante sete meses por protestos massivos e às vezes violentos, exigindo mais liberdades democráticas e responsabilidade policial.

Desde então, as manifestações de rua têm sido duramente reprimidas pelas forças de segurança, às quais se somaram as medidas contra covid-19 que proíbem reuniões públicas e a nova lei de segurança, que Pequim impôs a Hong Kong no final de junho.

O governo pró-Pequim de Hong Kong afirma que a nova lei não prejudica as liberdades, especialmente as de expressão e reunião, previstas no acordo de retrocessão de 1997 de Hong Kong à China, que deverá permanecer em vigor até 2047.

Para Pequim e o governo da ex-colônia britânica, os protestos fazem parte de um complô liderado por estrangeiros para desestabilizar a China.

Pequenos comícios estão se formando no aniversário de datas importantes desse movimento de protesto.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.