Acessar o conteúdo principal

Presidente turco sobe o tom e chama Macron de "um fardo" para a França

O presidente turco, Tayyip Erdogan, visita Ayasofya-i Kebir Camii ou Hagia Sophia após as orações de sexta-feira em Istambul, Turquia, 4 de dezembro de 2020.
O presidente turco, Tayyip Erdogan, visita Ayasofya-i Kebir Camii ou Hagia Sophia após as orações de sexta-feira em Istambul, Turquia, 4 de dezembro de 2020. via REUTERS - PRESIDENTIAL PRESS OFFICE
Texto por: RFI
2 min

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan afirmou nesta na sexta-feira (4) desejar que a França "se livrasse do problema Emmanuel Macron" o mais rápido possível, quem ele considera um" fardo para seu país".

Publicidade

"Macron é um fardo para a França. Macron e a França estão passando por um período muito perigoso agora. Minha esperança é que a França se livre do problema Macron o mais rápido possível", disse Recep Tayyip Erdogan a repórteres após as orações muçulmanas desta sexta-feira.

O presidente turco multiplicou os ataques contra o seu homólogo francês nos últimos meses, num contexto de profundas divergências entre Paris e Ancara em muitas questões - os conflitos na Líbia e Nagorno-Karabakh, as disputas territoriais no Mediterrâneo oriental ou mesmo o Islã na França.

Em relação a Nagorno-Karabakh, onde o Azerbaijão, apoiado por Ancara, conseguiu reconquistar territórios habitados por armênios em novembro, após seis semanas de conflito, a Turquia acusa a França, que co-preside o grupo de Minsk, responsável pela mediação, de não ser objetiva.

Recep Tayyip Erdogan disse nesta sexta-feira que a França, que abriga uma grande comunidade armênia, não poderia mais reivindicar o status de mediador devido ao seu apoio à Armênia.

O presidente turco também criticou fortemente a adoção na semana passada pelo Senado francês de uma resolução para o reconhecimento de uma república de Nagorno-Karabakh, após a derrota militar dos separatistas apoiados pela Armênia.

"[O presidente do Azerbaijão] Ilham Aliev deu conselhos aos franceses. O que ele disse? Se eles amam tanto os armênios, então deveriam dar Marselha aos armênios. Eu faço a mesma recomendação. Se eles gostam tanto deles, deveriam dar Marselha [sul da França] aos armênios", disse Recep Tayyip Erdogan.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.