Tensão aumenta no Líbano e manifestantes tentam invadir ministério

Manifestantes bloquearam avenidas em Beirute.
Manifestantes bloquearam avenidas em Beirute. AP - Hassan Ammar

Um grupo de manifestantes tentou nesta quarta-feira (17) invadir o ministério libanês da Economia para denunciar a hiperinflação e a queda do poder aquisitivo. Os protestos contra o colapso econômico se intensificam no país.

Publicidade

Cerca de vinte pessoas se reuniram em frente ao ministério, no centro de Beirute, para denunciar um novo aumento dos preços. Alguns "tentaram invadir o prédio, o que provocou tensões com as forças de segurança", informou a agência nacional de notícias ANI.

Em seguida, os manifestantes tentaram avançar na direção do palácio presidencial, mas foram impedidos pelas forças de segurança libanesas. Avenidas da capital também foram bloqueadas, formando grandes engarrafamentos.

Os protestos foram desencadeamos por causa do preço do combustível, que registrou um novo aumento nesta quarta-feira, após várias semanas consecutivas em alta, devido à explosão dos preços do petróleo e à desvalorização da moeda. O galão de 20 litros de combustível, que registrou uma alta de 50% desde julho, subiu mais de 4.000 libras em apenas uma semana.

A moeda nacional desvalorizou e o câmbio chegou na terça-feira (16) no mercado clandestino a 15.000 libras por dólar. A taxa oficial é de 1.507 libras por dólar.

O Líbano também enfrenta uma explosão de desemprego e um empobrecimento em grande escala. Mais da metade da população vive abaixo do limite da pobreza, segundo a ONU.

Apesar da situação crítica, os responsáveis políticos, acusados de incompetência e corrupção, parecem imperturbáveis depois de terem sobrevivido a um movimento de protesto no final de 2019. Há mais de sete meses o Líbano aguarda a formação de um novo governo, processo paralisado desde que o primeiro-ministro Hassane Diab renunciou, logo após a devastadora dupla explosão no porto de Beirute, em 4 de agosto de 2020.

(Com informações da AFP)

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.