Acesso ao principal conteúdo
Guiné Conacri/Política

Guiné Conacri: referendo constitucional e legislativas marcados por incidentes

O Presidente da Guiné Conacri,Alpha Condé, suspeitado pela oposição de querer candidatar-se a um terceiro mandato em 2020.
O Presidente da Guiné Conacri,Alpha Condé, suspeitado pela oposição de querer candidatar-se a um terceiro mandato em 2020. PHILIPPE WOJAZER / POOL / AFP
Texto por: RFI
4 min

Referendo constitucional na Guiné Conacri caracterizado por incidentes, com ataques à mesas de voto, material eleitoral incendiado, assim como confrontos entre forças da ordem e opositores. A violência marcou  Domingo o país da África ocidental, onde,  além do citado referendo, decorria igualmente o escrutínio para as eleições legislativas. A oposição boicotou os dois escrutínios e acusou o Presidente Alhpa Condé de forjar um caminho, para um terceiro mandato, não previsto pela actual Constituição.         

Publicidade

Domingo eleitoral movimentado na Guiné Conacri, onde a oposição mobilizou os seus adeptos para protestar contra o desejo do Presidente Alpha Condé tentar obter um terceiro mandato.

Mesas de voto foram atacadas, material eleitoral queimado e recontros entre forças da ordem e partidários da oposição caracterizaram este domingo  de  violência eleitoral.

Registaram-se ataques à mesas de voto, assim como confrontos em Ratoma, Cosa, Hamdallaye, Dar-es-salam e Lambanyi, subúrbios da capital, Conacri, onde  jovens militantes da oposição atacaram polícias e guardas republ:icanos. As forças da ordem reagiram, lançando nomeadamente gás lacrimogénio.

Segundo um jornalista da AFP e várias testemunhas, disparos foram ouvidos nalguns lugares de Conacri e perturbações ocorreram também  em Mamou, Boké e N'Zérékoré, respectivamente no centro,oeste e sudeste do país.

O referendo constituticional e as legislativas tinham sido adiadas a última da hora, há cerca de três semanas, devido ao  ambiente de forte tensão política.

Trata-se sobretudo da modifição constitucional, que desencadeou uma onda de protestos em meados de Outubro de 2019, que levou a oposição a acusar Alpha Condé de querer candidatar-se  a um terceiro mandato presidencial.

Condé de  82 anos foi eleito presidente em 2010 e reeleito em 2015. A Constituição conacri-guineense limita a dois o número de mandatos.

Guiné-Conari: referendo constitucional e legislativas marcados por incidentes 22 03 2020

 

           

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.