Acesso ao principal conteúdo
Semana em África

Comunidade internacional condena golpe de Estado no Mali

Áudio 07:56
Membros da oposição maliana.
Membros da oposição maliana. ANNIE RISEMBERG / AFP
Por: Lígia ANJOS
11 min

Comunidade internacional condena golpe de Estado no Mali e exige que militares libertem políticos detidos.

Publicidade

O Presidente derrubado, Ibrahim Boubacar Keita anunciou a demissão na madrugada de quarta-feira, horas depois de ter sido afastado do poder num golpe liderado por militares, passados meses de protestos e agitação social no país. A acção dos militares já foi condenada pela Organização das Nações Unidas, União Africana, CEDEAO e União Europeia.

A SADC condena o golpe de Estado desta semana no Mali. O organismo regional presidido agora pelo chefe de Estado moçambicano fala em "retrocesso" para África. 

O antigo secretário de Estado do Tesouro da Guiné-Bissau, Suleimane Seidi, foi detido na quinta-feira em Bissau. O advogado do antigo membro do governo, Suleimane Cassamá, afirma que Suleimane Seidi foi detido sem mandato, segundo a lei trata-se de um sequestro.

A entrada de cidadãos nacionais e estrangeiros para Moçambique de forma ilegal e em tempos da covid-19 aumentou e está a preocupar as autoridades. O porta-voz do serviço nacional de migração, Celestino Matshine, manifestou preocupação.

Organizações da sociedade civil acusam o Estado de ser cúmplice nos crimes sexuais contra 15 jovens engravidadas por instrutores, na Escola Prática da Polícia em Matalana na província de Maputo. Ndzira de Deus do Fórum Mulher uma das 26 organizações da sociedade civil contesta o silêncio cúmplice do governo. 

O chefe de estado moçambicano Filipe Nyusi acabou com o silêncio e afirmou que "ninguém está acima da lei", prometendo "responsabilização criminal e moral dos responsáveis".

Em Cabo Verde abusos sexuais a bebé de nove meses revoltam a sociedade do arquipélago com o Instituto da criança e do adolescente a pedir a aprovação urgente da proposta de lei sobre exploração sexual de menores, Maria Livramento Silva. 

O G20 suspendeu, nomeadamente, a Cabo Verde do pagamento da dívida de 1 de Maio até 31 de Dezembro deste ano, uma medida de curto prazo lembra o vice-primeiro ministro  Olavo Correia.

Em São Tomé e Príncipe o chumbo no parlamento nacional de um projecto de alteração do estatuto político da região autónoma da Ilha do Príncipe voltou a marcar a actualidade desta semana. O primeiro-ministro afirma que essa decisão não põe em causa a autonomia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.