Acesso ao principal conteúdo
#Guiné-Conacri/Presidenciais

Guiné-Conacri: Comissão eleitoral dá vitória a Alpha Condé

Alpha Condé vai ser reconduzido para um terceiro mandato de Presidente, de acordo com os resultados da comissão eleitoral. Fotografia do dia de voto, 18 de Outubro de 2020, em Conacri.
Alpha Condé vai ser reconduzido para um terceiro mandato de Presidente, de acordo com os resultados da comissão eleitoral. Fotografia do dia de voto, 18 de Outubro de 2020, em Conacri. AFP - JOHN WESSELS
Texto por: Carina Branco com RFI
3 min

Alpha Condé venceu as eleições presidenciais de 18 de Outubro na Guiné-Conacri com 59,49% dos votos, de acordo com os resultados preliminares completos publicados este sábado pela comissão eleitoral. A vitória, que deve ainda ser confirmada pelo Tribunal Constitucional, dá ao presidente cessante de 82 anos um controverso terceiro mandato.

Publicidade

De acordo com os resultados provisórios anunciados este sábado pela Comissão Eleitoral, o presidente cessante da Guiné-Conacri venceu as presidenciais de 18 de Outubro com 59,49% dos votos, conseguindo assim um controverso terceiro mandato.

O principal opositor, Cellou Dalein Diallo, que se proclamou vencedor das presidenciais antes da publicação dos resultados, obteve 33,5% dos votos, ainda de acordo com a comissão eleitoral. O candidato diz ter provas de fraude e anunciou que vai recorrer ao Tribunal Constitucional.

A decisão de Alpha Condé de se candidatar a um terceiro mandato de cinco anos, depois de uma reforma constitucional em Março, foi altamente criticada pelos seus adversários. A reforma acabou com a limitação de dois mandatos sucessivos dos presidentes e os adversários denunciaram um "golpe de Estado constitucional".

Dois membros da Comissão Eleitoral retiraram-se dos trabalhos de totalização dos resultados.  Numa declaração transmitida à imprensa e recolhida pela enviada especial da RFI a Conacri, Charlotte Idrac, os comissários Diogo Baldé e Marie Hélène Sylla denunciaram “graves anomalias” constatadas no apuramento final dos resultados.

Desde a eleição de 18 de Outubro, pelo menos uma dezena de pessoas morreram em confrontos ligados ao escrutínio. No ano passado, a possibilidade de Alpha Condé se candidatar a um terceiro mandato gerou uma grande contestação e várias dezenas de pessoas também morreram.

Alpha Condé foi o primeiro chefe de Estado eleito democraticamente em 2010 após décadas de regimes autoritários na Guiné-Conacri. Cellou Dalein Diallo, 68 anos, foi derrotado por Condé nas presidenciais de 2010 e de 2015, tendo proclamado a sua vitória na segunda-feira com base nos dados recolhidos pelos seus partidários nas assembleias de voto.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.