Somália

Somália: Presidente cede e desiste de prorrogar mandato

Manifestação contra o Presidente da Somália em Mogadíscio. 25/04/21
Manifestação contra o Presidente da Somália em Mogadíscio. 25/04/21 REUTERS - FEISAL OMAR

O Presidente da Somália acabou por ceder à pressão e anunciou, esta manhã, a não prorrogação do seu mandato, que terminou a 8 de Fevereiro. Mohamed Abdullahi Mohamed vai dirigir-se ao parlamento no próximo sábado com o objectivo de “obter a aprovação para o processo eleitoral” e apela os actores políticos a realizarem “discussões urgentes” sobre a condução do sufrágio.

Publicidade

Na sua declaração ao país, o chefe de Estado sublinhou a disponibilidade para a realização de um sufrágio pacífico: “como já repetimos várias vezes, sempre estivemos dispostos a organizar eleições pacíficas no momento mais oportuno para o país. Infelizmente, alguns indivíduos e entidades estrangeiras obstruíram as nossas iniciativas com o único objectivo de desestabilizar o país e levá-lo de volta à era da divisão e da destruição de forma a criar um vazio constitucional”.

A capital da Somália vive há vários dias momentos de tensão com confrontos entres forças governamentais e opositores que já fizeram vários mortos. Os habitantes de Mogadíscio têm fugido da cidade com medo de novos confrontos armados.

A tensão política disparou no fim do mandato de "Farmajo", que terminou a 8 de Fevereiro, sem a organização de eleições. A 12 de Abril, o Parlamento votou uma lei que permitiu a prorrogação por dois anos do mandato presidencial até à realização de eleições. Situação que irritou a oposição. 

O impasse eleitoral acabou por se transformar em confrontos armados na noite de domingo, quando combatentes da oposição ergueram barricadas em diferentes bairros de Mogadíscio.

Esta terça-feira, Galmudug e Hirshabelle, dois dos cincos estados semiautónomos que compõem o país, rejeitaram oficialmente a prorrogação do mandato presidencial e apelaram à realização de eleições. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI